Freios

Tudo o que anda tem que parar. Do que adianta estabilidade, dirigibilidade, conforto e potência se na hora de frear houver alguma falha? Por isso, fique com atenção redobrada quanto ao sistema de freios. Revisar o veículo sem verificar os freios é extremamente arriscado e perigoso, pois o sistema de frenagem sofre desgaste constante diariamente. O sistema de freio é um sistema hidráulico, ou seja, para funcionar perfeitamente, não pode haver vazamento em seus componentes.
Os discos, as pastilhas e o tambor são os componentes que atuam diretamente na roda do veículo fazendo com que o carro pare quando se pisa no pedal. Discos e pastilhas, normalmente localizados na parte dianteira, são responsáveis por cerca de 70% a 80% da eficiência do freio de um automóvel. Ao observar a espessura das pastilhas de freio e perceber sinal de desgaste acentuado, proceda imediatamente a troca das mesmas conforme a recomendação do fabricante do veículo. O conjunto de tambor e lona fica alojado na roda traseira. Os freios traseiros, apesar de serem menos exigidos em relação aos dianteiros, também merecem inspeção periódica.
Outro componente a ser avaliado é o fluido do freio, responsável por transmitir a pressão hidráulica gerada no cilindro mestre ao sistema. O fluido deve ser substituído a cada ano ou 10 mil km; passando disso a eficiência em acionar os freios começa a cair. Aliás, a falta de fluido pode ocasionar na completa perda dos freios

Location

BIGtheme.net Joomla 3.3 Templates